30 de novembro de 2009

Aniversário das Entrelinhas


Este mês completo um ano de blog. Confesso que estou surpresa pelo número de acessos e de seguidores, e feliz por ter atingido meu objetivo: compartilhar idéias.
Obrigada a todos que sempre vêm por aqui e me enriquecem com suas idéias.
Forte abraço.

3 comentários:

Nicole Louise disse...

Estou aqui de plantão, esperando o seu próximo texto.

:-)

Anônimo disse...

E A PRIMEIRA VEZ QUE ACESSO O SEU ESPAÇO E ADOREI SO QUERIA ENCONTRAR RESPOSTA PARA UMA COISA O QUE FAZER COM ESTE PACIENTES QUE TODAS AS NOITES SE VEEM CONECTADOS A UMA CICLADORA QUE POR HORA PODEMOS CHAMAR DE SOBREVIDA QUANDO NÃO CONSEGUEM MAIS PAGAR SUAS CONTAS DE LUZ DEVIDOS OS IMPOSTOS ABSURDOS, LEVAR E ABANDONA-LOS NO HOSPITAL COMO LIXOS E PESOS FIQUE AI AMANHÃ EU VOLTO, OU NÃO PAGAR A CONTA E DEIXAR MORRER,PRO GOVERNO DOUTORA POUCO SE IMPORTA E MAIS UM NAS ESTATISTICAS NESTE MUNDO HORROSO QUE OS GOVERNOS E MUITO MAIS SO ENXERGAM R$ ,BOM TRABALHO O MUNDO PRESCISA DE MEDICOS E MEDICAS ASSIM, PASSEI 12 MESES INTERNADA COM MEU MARIDO,POIS SABIA QUE SE ASSIM NÃO FOSSE ELE MORRERIA AS VEZES MEDICOS E ENFERMEIRAS LEVAVAM HORAS PARA APARECER E ASSIM EU VI MUITOS MORREREM SEM NINGUEM DO LADO PARA DIZER VAI EM PAZ .E PROS FAMILIARES OLHA ELE ESTA MELHOR AGORA,MAS ESQUECIAM DE DIZER QUE DEMORAM PARA PELO MENOS IR VER O QUE SE PASSAVA.

BEIJOS ADRIANA DOMINGUES

Andrea Pio disse...

Desculpe, só vi seu comentário hoje com extremo atraso. Caso volte aqui minha resposta a você:

Realmente toda esta questão social que envolve o problema da saúde é impactante tanto para o paciente quanto para os profissionais de saúde. Da mesma forma que você teve experiência ruim com alguns médicos e enfermeiros, pode ter certeza que o mesmo ocorre conosco. Muitas vezes precisamos desesperadamente que um acompanhante venha para o hospital ficar com o paciente... e nem aparece. Veja então, que somos todos não exceções... mas somos a regra. A questão é que num sistema caótico, é muito muito difícil demonstrar alegria pelo que se faz. São todos vítimas de um sistema errado, de péssima gestão. Obrigada,
Andrea